Feeds:
Posts
Comentários

Archive for maio \08\UTC 2014

Sobre este tema, daria para escrever uns 20 livros, mas vou lembrar apenas alguns contos mais comuns.que presenciei

ROLAND GARROS

Conheço bem São Paulo, só me perco no ABC e na Zona Leste.
Estive na Zona Leste procurando a Rua Roland Garros (“rolan garrôs”) e não achava de jeito nenhum. Ninguém sabia onde era, até que finalmente um iluminado perguntou: rolandi gárrus? Isso isso isso. É ali no segundo farol.
O pior foi que depois fui na padaria e pedi uma cerveja Muchen, o garçom me corrigiu MIXIN. Pois é, quando falo certo ninguém me entende, quando falo errado me corrigem.
Para encerrar com chave de ouro, fiz a besteira de perguntar, como é que eu faço pra voltar para São Paulo, ficaram bravos. Ué, aqui é São Paulo.
Depois disto, morando no Campo Belo, cansei de ensinar aonde fica a rua Demosténes. DEMÓSTENES.

SANTINHOS

Uma das poucas coisas que gostei de ver na Europa foi em Paris. Estava em uma praça, não sei qual e estava tendo uma passeata com mais ou menos 300 pessoas Estavam distribuindo folhetos e atrás vinha um caminhão com um grande aspirador. Terminou a passeata e a praça tinha ficado limpinha.
Na Av. Indianópolis, aonde votava o ex-presidente Fernando Henrique, ficava 2 quarteirões branquinhos de santinhos.
Se tivéssemos uma maquina daquela era uma beleza.

BATATA CHIP

No Botafogo, Rio de Janeiro, peguei um sucateiro se ajeitando para almoçar. Tinha acabado de chegar de viagem e tinha sobrado um tubo de batata chip com mais da metade. Peguei no carro e dei para o sucateiro. Achei que ele ia ficar feliz, mas ele nem me agradeceu e colocou em um canto. Pegou uma lata de bolacha daquelas ovais, colocou um macarrão, umas verduras e legumes, chacoalhou bem que até ficou bonito. Comentei: Isto num restaurante francês, vale uma nota preta. Pegou uma garrafinha de iogurte com cachaça, disse que era para abrir o apetite e comeu tudo. Depois tomou um pouco de água na torneira do bar. E não sei o que ele fez com a batata chip.
Conclusão: no Brasil não tem revolução porque brasileiro não passa fome. Veja quanta sobra boa fica no fim de feira.
A maioria com um feijão e uma cachacinha fica feliz.

RESIDENCUA
Tem um morador de rua, aqui perto, que dorme toda noite na porta de uma loja, aos domingos a entrada fica fechada com corrente para os carros não estacionarem, ele lava as suas roupas e com o jeitinho brasileiro, us a corrente como varal no sol e fica na sombra apreciando o movimento, como se estivesse na propria casa.
MAMÃE EU QUERO
Em 1996, na Europa, depois de não aguentar mais ver igrejas e museus, finalmente, em Nápoles, o guia falou: hoje vamos conhecer uma verdadeira cantina Napolitana. Pensei, achei que que seria ótimo, pois não aguentava mais ver museus.
Chegamos recepcionados por um grupo típico e sentamos em uma pequena arquibancada com palco e com um conjunto daqueles que não precisa de microfone, com uma voz forte e boa. Estava adorando, mas não conseguia ouvir, por causa do galinheiro que estava na plateia. A mulherada não parava de falar. Só pararam quando o conjunto começou cantar Mamãe eu quero e Cidade maravilhosa. Fizeram a maior festa. PQP.. – Gastei uma nota preta para chegar em Nápoles e ouvir MAMÃE EU QUERO e CIDADE MARAVILHOSA?

1/2 LITRO E OUTROS

Chego num Fast Food no SP Market:
Me dá um chopp de meio litro;
– Só tem de 300 e 500 ml.

Na lanchonete da AACD (mais de uma vez):
Me dá um cafezinho;
– Grande ou pequeno?

Numa padoca chique (padaria)
Me dá um misto de salaminho.
– Só salaminho? ? E o queijo, joga fora?

CELULAR

Entrei no elevador, uma mocinha bem arrumadinha, falando no celular, nem me cumprimentou.
– E ai, cumé que Nois fais?
ENTENDI.

ESQUERDA-DIREITA

É incrível como tem gente que não sabe.
Quando peço informação, geralmente pessoas bem vestidas, é normal ver a dificuldade que elas tem para dizer qual é a esquerda ou direita.
Numa ocasião a moça disse com a mão esquerda o Sr. vira à direita e depois com a mão direita, depois o Sr. vira à esquerda.
É óbvio que segui as mãos.

MANUTENÇÃO E CONSERVAÇÃO

São dois palavrões na Administração Pública.
A passarela do Aeroporto de Congonhas e alguns museus tombados pelo PATRIMÔNIO HISTÓRICO são alguns exemplos. Ou apodrecem, ou são destruídos por incêndios, mesmo administrados por gente da alta sociedade. Em vez de gastar com alguns empregados para a manutenção, é muito melhor gastar milhões reconstruindo tudo.

CALAMIDADE PÚBLICA

É a alegria dos prefeitos. Uma enchente dá uma verba legal dos governos estadual e federal.
A maior parte do dinheiro??? DESAPARECE.

MINA
Outra coisa que só existe no Brasil
Em Socorro-SP, numa dessas lojinhas qie vende doces, fui lavar a mão e a torneira não fechava.
Avisei a Dona e eele afirmoou que não tinha problema, era agua da mina e ia para o corrego.?

Anúncios

Read Full Post »